Carregando...

Artigos

Nutricosméticos, nutracêuticos e cosmecêuticos: Tendências e evidências

O mercado de cosméticos é altamente dinâmico, com o lançamento de novos produtos em velocidade acelerada. Nos últimos anos, novos conceitos também foram surgindo, como os cosmecêuticos e, mais recentemente, os nutricosméticos. Estes, por sua vez, são frequentemente associados aos nutracêuticos, outro termo relativamente novo. Por serem termos recentes, restam dúvidas sobre o que eles realmente são. Dessa forma, como podemos diferenciar cada um desses termos? O que a comunidade científica têm feito para o estabelecimento dos mesmos? É com o objetivo de explorar o tema que o presente estudo estabelece o seu fio condutor. Por meio de uma pesquisa exploratória, pode-se vislumbrar que os nutricosméticos são apresentados como a última tendência da indústria da beleza, caracterizados pela ingestão de alimentos ou suplementos com o propósito de melhorar aspectos estéticos da pele e apêndices. Os nutricosméticos são o resultado da convergência entre as indústrias de cosméticos e alimentos. Os cosmecêuticos, por sua vez, encontram-se na intersecção das indústrias de cosméticos e medicamentos, sendo caracterizados pela aplicação tópica de compostos com o objetivo de modular condições da pele e que representam uma área com muitos estudos publicados. Por fim, os nutracêuticos são apresentados como o resultado da intersecção das indústrias de medicamentos e alimentos, definidos como alimentos ou suplementos que são capazes de promover benefícios médicos para a saúde. Tais conceitos surgiram pelo processo de convergência, que por sua vez, traz ao mercado produtos com respaldo científico, porém sem legislação específica.

Veja mais aqui

© CIA - 2017

Todas as marcas, textos e imagens tem direitos reservados e devem ser respeitados.